19 maio 2017

OS BONS RESULTADOS DE QUEM BUSCA E ANDA COM DEUS













Caminhamos para os últimos dez dias do mês de maio, portanto já no 140o.dia e com vistas de que temos 225 dias para o final do ano de 2017, mas diga se de passagem, o tempo que se foi e vivenciamos tem sido uma prova todo este período, nunca vimos um tempo tão desvairado á nível de desastres naturais e tragédias nas nações e desestruração moral, onde a corrupção borbulha em cada continente, país e no nosso caso, no Brasil na nossa barba, com tantos solavancos onde está patente que quem era para governar bem, se rende ás benesses do dinheiro fácil e sujo,  mas nós o que tememos ao Senhor podemos dizer Ebenezer, até aqui o Senhor nos ajudou.

Apesar dos altos e baixos, lutas e persistência para sobrevivermos, olhando para a Palavra vemos que Deus tem o seu mais que abundante para aqueles que O buscam. 
 
Estava lendo um texto de II Crônicas, capítulo 26 do 1 ao 15, que compartilho aqui: “Todo o povo de Judá tomou a Uzias, que era de dezesseis anos, e o constituiu rei em lugar de Amazias, seu pai. Ele edificou a Elate e a restituiu a Judá, depois que o rei descansou com seus pais. Uzias tinha dezesseis anos quando começou a reinar e cinqüenta e dois anos reinou em Jerusalém. Era o nome de sua mãe Jecolias, de Jerusalém. Ele fez o que era reto perante o SENHOR, segundo tudo o que fizera Amazias, seu pai. Propôs-se buscar a Deus nos dias de Zacarias, que era sábio nas visões de Deus; nos dias em que buscou ao SENHOR, Deus o fez prosperar. Saiu e guerreou contra os filisteus e quebrou o muro de Gate, o de Jabné e o de Asdode; e edificou cidades no território de Asdode e entre os filisteus. Deus o ajudou contra os filisteus, e contra os arábios que habitavam em Gur-Baal, e contra os meunitas. Os amonitas deram presentes a Uzias, cujo renome se espalhara até à entrada do Egito, porque se tinha tornado em extremo forte. Também edificou Uzias torres em Jerusalém, à Porta da Esquina, à Porta do Vale e à Porta do Ângulo e as fortificou. Também edificou torres no deserto e cavou muitas cisternas, porque tinha muito gado, tanto nos vales como nas campinas; tinha lavradores e vinhateiros, nos montes e nos campos férteis, porque era amigo da agricultura. Tinha também Uzias um exército de homens destros nas armas, que saíam à guerra em tropas, segundo o rol feito pelo escrivão Jeiel e Maaséias, oficial, sob a direção de Hananias, um dos príncipes do rei. O número total dos cabeças das famílias, homens valentes, era de dois mil e seiscentos. Debaixo das suas ordens, havia um exército guerreiro de trezentos e sete mil e quinhentos homens, que faziam a guerra com grande poder, para ajudar o rei contra os inimigos. Preparou-lhes Uzias, para todo o exército, escudos, lanças, capacetes, couraças e arcos e até fundas para atirar pedras. Fabricou em Jerusalém máquinas, de invenção de homens peritos, destinadas para as torres e cantos das muralhas, para atirarem flechas e grandes pedras; divulgou-se a sua fama até muito longe, porque foi maravilhosamente ajudado, até que se tornou forte.”


Diante disso comecei a pensar sobre a nossa existência aqui nesta terra. Toda a vida aqui desfrutada, sempre seus resultados melhores foram decorrentes de uma boa tomada de decisão. Ninguém que viva nesta terra escapou ou escapará de decisões a serem tomadas. Agora, bem é verdade que também passamos por problemas dos mais variados, mas a maioria dos nossos problemas são frutos das nossas escolhas e decisões. Quando decidimos mal, colheremos frutos daquela decisão errada. Então está patente que por uma decisão errada, acabamos por atrair problemas, mas temos também uma atenuante, quando acertamos nas decisões, conseguimos reparar erros e ainda encontramos soluções dos nossos problemas.

Com certeza cada um de nós nunca esqueceu aquela decisão errada que tomou um dia, mas a verdade também nos traz a lembrança aquela acertada decisão que mexeu com todo o contexto existencial da nossa vida.

Quem sabe hoje mesmo, tenha gente lendo esta postagem e que poderia compartilhar uma decisão que a levou à prosperidade, que produziu paz, que a lançou na caminhada rumo ao sucesso, que desenhou e fez experimentar a vitória e até mesmo creio ter gente que poderia glorificar a Deus agora, porque tomou uma decisão acertada de andar com Jesus e por isto gozará a vida eterna através da salvação e ainda pelo seu testemunho alcançar toda a família para o Reino de Deus.

A história do Rei Uzias é por demais interessante porque tomou uma marcante decisão em sua vida. Uzias decidiu buscar a Deus. Uzias reinou sobre Judá até 740 a.C. A sua atitude nos mostra algo por demais destacado, e com Uzias aprendemos que Deus nos faz prosperar. Nos dias que buscou ao Senhor, Deus o fez prosperar” (II Cr 26:5).

Estudando a história de Israel algo se revela de forma clara: que a prosperidade do povo de Israel, que a prosperidade dos reis de Israel sempre acontecia quando tanto o povo como os reis tomavam a sábia decisão de buscar a Deus e a Ele servi-Lo em fidelidade.

Quando reis e povo abandonavam a idolatria e diante de Deus testificavam que estavam agora em aliança com Deus, vinha sobre eles tempos de paz, alegria e de forma assustadora a prosperidade. Mas quando se esqueciam do Senhor e retomavam a idolatria e começavam a praticar o pecado, eles atraíam de novo a maldição, a escravidão, a opressão, a fome, miséria, pobreza e enfermidades.

Então Uzias se destacou por sua decisão em buscar ao Senhor e com esta atitude teve a sua vida transformada e ainda mudou toda a vida do povo de Israel.

Hoje, devemos e podemos mudar o nosso destino e o destino da nossa família, decidindo buscar com toda a nossa alma ao Senhor e servi-Lo fielmente, rasgando nosso coração e deixando-O assumir o controle da nossa vida.

Que riqueza o vs. 6: “Saiu e guerreou contra os filisteus e quebrou o muro de Gate, o de Jabné e o de Asdode; e edificou cidades no território de Asdode e entre os filisteus.”

Que maravilha, como fica claro que Deus nos faz vencer as dificuldades. Hoje as cidades são diferentes, mas antigamente as cidades eram dotadas de muros de proteção e estes muros visavam impedir a entrada pessoas não credenciadas. Na verdade, estes muros eram verdadeiras fortalezas, porque mesmo distante as pessoas olhavam e viam que aquele muro era um grande obstáculo para quem, por exemplo, tivesse a intenção de tomar de assalto aquela cidade. Uzias se deparou com três imensos muros: o muro de Gate, o muro de Jabne, e o muro de Asdode.

Obstáculos à frente, muros, verdadeiras fortalezas sempre tendem a gerar desanimo em quem pretende conquistar algo, mas Uzias não se intimidou pelos muros à frente e dotado de uma grande coragem conseguiu derrubar aqueles muros e lograr êxito no seu intento.

É lógico que a coragem, a garra, a determinação de Uzias pesou neste instante, mas nada disto teria valor se ele não estivesse pautado na melhor de todas as suas decisões na vida: ter buscado a Deus.

Sempre na vida estamos defrontes a problemas e dificuldades e estes na maioria das vezes trazem o impedimento para a conquista dos nossos sonhos, mas eu quero te desafiar a ter uma decisão como de Uzias. Decida buscar a Deus, entregue toda a sua vida ao Senhor e com certeza Ele te fará um vencedor, um conquistador.

Então, quando buscamos ao Senhor prosperamos, vencemos dificuldades e finalmente temos a ajuda de Deus contra os inimigos. O versículo 7 nos diz: “Deus o ajudou contra os filisteus, e contra os arábios que habitavam em Gur-Baal, e contra os meunitas”

Que maravilha. Uzias teve grande sucesso em seu reinado por ter tomado a decisão mais acertada da sua vida. Ele decidiu buscar ao Senhor, e por isto Deus o honrou de forma tremenda.

O versículo 15 nos mostra que Uzias foi ajudado por Deus de uma forma maravilhosa e por isto tornou se um Rei famoso e forte.  “Fabricou em Jerusalém máquinas, de invenção de homens peritos, destinadas para as torres e cantos das muralhas, para atirarem flechas e grandes pedras; divulgou-se a sua fama até muito longe, porque foi maravilhosamente ajudado, até que se tornou forte”

Nós temos uma promessa em Hebreus 13.8 que Ele é o mesmo ontem, hoje e eternamente. Isto significa que Deus não mudou. Então se estamos precisando da ajuda de Deus, se há algum tentativa do inimigo em destruir a nossa vida, vamos nos despertar para a realidade da Palavra.

Deus prometeu nos ajudar se nós o buscássemos, se decidíssemos segui-Lo fielmente. O que estamos esperando para tomarmos uma decisão efetiva, definitiva de seguirmos ao Senhor?

Decidamos hoje buscar Deus, vamos agora mesmo.Vamos servi-Lo fielmente. Temos uma vida tão pequena, tão curta, tão efêmera, tão passageira, decida buscar a Deus agora mesmo!
Por fim, o rei Uzias prosperou, conquistou novos territórios, levantou um grande e poderoso exército, soube explorar a agricultura, mas ao final o seu coração se exaltou por ver tanto sucesso, fama, riqueza e poder  e se esqueceu  de viver sob as ordenanças e princípios de Deus. “Mas, havendo-se já fortificado, exaltou-se o seu coração para a sua própria ruína, e cometeu transgressões contra o SENHOR, seu Deus, porque entrou no templo do SENHOR para queimar incenso no altar do incenso.” II Cr 26:16

Uzias quebrou uma lei decretada por Deus em Êxodo 30.1-10 “Farás também um altar para queimares nele o incenso; de madeira de acácia o farás. Terá um côvado de comprimento, e um de largura (será quadrado), e dois de altura; os chifres formarão uma só peça com ele. De ouro puro o cobrirás, a parte superior, as paredes ao redor e os chifres; e lhe farás uma bordadura de ouro ao redor.Também lhe farás duas argolas de ouro debaixo da bordadura; de ambos os lados as farás; nelas, se meterão os varais para se levar o altar. De madeira de acácia farás os varais e os cobrirás de ouro.Porás o altar defronte do véu que está diante da arca do Testemunho, diante do propiciatório que está sobre o Testemunho, onde me avistarei contigo. Arão queimará sobre ele o incenso aromático; cada manhã, quando preparar as lâmpadas, o queimará. Quando, ao crepúsculo da tarde, acender as lâmpadas, o queimará; será incenso contínuo perante o SENHOR, pelas vossas gerações. Não oferecereis sobre ele incenso estranho, nem holocausto, nem ofertas de manjares; nem tampouco derramareis libações sobre ele.Uma vez no ano, Arão fará expiação sobre os chifres do altar com o sangue da oferta pelo pecado; uma vez no ano, fará expiação sobre ele, pelas vossas gerações; santíssimo é ao SENHOR.”

A gravidade do atrevimento de Uzias foi tanto que o sacerdote Azarias e mais 80 sacerdotes tentaram tirá-lo deste ato tão presunçoso. “ Porém o sacerdote Azarias entrou após ele, com oitenta sacerdotes do SENHOR, homens da maior firmeza; e resistiram ao rei Uzias e lhe disseram: A ti, Uzias, não compete queimar incenso perante o SENHOR, mas aos sacerdotes, filhos de Arão, que são consagrados para este mister; sai do santuário, porque transgrediste; nem será isso para honra tua da parte do SENHOR Deus’ II Cr 26:17 e 18

Um geração depois, Deus levanta Miquéias e ele diz no capitulo 6:8. Ele te declarou, ó homem, o que é bom e que é o que o SENHOR pede de ti: que pratiques a justiça, e ames a misericórdia, e andes humildemente com o teu Deus.” Que pena. Uzias morreu leproso (II Cr 26:21).

Está diante de você a oportunidade de decidir buscar ao Senhor, tornando-se um com Ele e assim prosperar na vida, vencer as dificuldades e ser ajudado por Deus e ao final, receber a vida eterna, a salvação. Tome agora a sua decisão, ore ao Senhor e entregue a sua vida a Jesus, mas não abandone nunca. Busque ao Senhor neste tempo que se chama hoje. 

Decida buscar e entregar-se a Deus e andar com Ele e estar nos planos do Senhor. Na hora de maiores lutas, dores e angústias é hora de buscar a face de Deus e então com certeza virá a: prosperidade, a vitória sobre as dificuldades e a ajuda maravilhosa do nosso grande Deus.

Nenhum comentário:

UMA FESTA PELA CHEGADA DA BÍBLIA